Cia. Linhas Aéreas

Agenda

  • 09/05/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 10/05/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 16/05/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 06/06/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 13/06/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 29/08/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 20/06/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 11/07/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 18/07/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 01/08/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 08/08/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 15/08/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 19/09/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 12/09/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 04/10/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 31/10/2015 - A Pulga do Arquiteto...
  • 21/05/2016 - A Pulga do Arquiteto...
  • 00/00/0000 - Quarteto Villani 02....

Fundada em agosto de 1998, a Cia. Linhas Aéreas estreou em outubro de 2013 com o espetáculo de circo-teatro adulto “Memória Roubada”, criação em parceria com o diretor australiano Mark Bromilow e os grupos Solas de Vento (São Paulo) e Cia. Les Deux Mondes (Canadá), no Centro Cultural São Paulo. Espetáculo este vencedor do Prêmio CPT 2013, na categoria Melhor Projeto Visual, e indicado à melhor Direção. Em 2012 criou e estreou, no Teatro Alfa, seu mais recente infantil, “A Pulga do Arquiteto”, que narra a historia do menino Pippo, ele com a compania de uma pulga viaja ao redor do mundo com a missão de construir uma casa em Roma. Com o desenrolar do enredo, a peça explica um pouco sobre o Renascimento Italiano e a vida do arquiteto Filippo Brunnelleschi. Tal espetáculo foi indicado ao Prêmio Femsa de Teatro Infantil e Jovem de melhor iluminação (Mirella Brandi), cenário (Renato Bolelli Rebouças) e atriz (Ziza Brisola). Em 2009/2010, realiza a criação e estréia do espetáculo “O Animal na Sala”, direção de Renata Melo, contemplado pelo Programa de Incentivo à Dança Paulista 2008 da SEC, e o projeto “Linhas Aéreas – 10 anos”, selecionado na sexta edição do Programa Municipal de Fomento à Dança, com atividades pedagógicas, de pesquisa coreográfica e circulação de espetáculo.

 

Cria e estréia o número aéreo de PIN-UP, em uma cadeira suspensa, contemplando com o prêmio unarte Carequinha de Estímulo ao Circo; e o espetáculo circense “Casa de Ar”, que reúne alguns dos seus principais números aéreos, apresentado na lona do Circo Roda, no Memorial da América Latina. Entre 2006 e 2008, empreende uma parceria com o diretor Maurício Paroni de Castro e seu grupo, o Atelier de Manufactura Suspeita, que rendeu vários prêmios e projetos no âmbito teatral e de pesquisa dramatúrgica. Em 2008, para um estudo sobre o autor italiano Luigi Pirandello, com tradução, adaptação e montagem de dois textos: Cada um a seu modo e Como você me de incentivo ao teatro. Em 2007 estréia o espetáculo AQUI NINGUÉM É INOCENTE como pesquisa contemplada pelo Programa Municipal de Fomento ao Teatro. A criação foi toda população da cidade e baseada nas crônicas diárias do escritor Voltaire de Souza, pseudônimo de Marcelo Coelho usado.