Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene

A Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene, formada por capoeiristas, músicos e pessoas da comunidade, embora valorize e respeite os fundamentos da capoeira, não se restringe a ela. Sua proposta é musical, tanto na concepção dos arranjos quanto na escolha do repertório que inclui ritmos oriundos de outras manifestações populares como o samba, afoxé, puxada-de-rede e o frevo. Os berimbaus são afinados e agrupados em naipes: berimbau gunga ou berra-boi (som grave), de centro (som médio) e o viola ou violinha (som mais agudo). O "Berimbum", com som super-grave, é tocado com arco de violoncelo. Vozes entoam os versos das ladainhas, corridos e canções. Alguns instrumentos como o guimbarde ou trump (berimbau de boca), agogô, pandeiro, reco-reco, ganzá, triângulo, atabaque, kalimba, n'tama (talk-drums), matraca, efeitos diversos e palmas completam a sonoridade.