Piano Quartet

Agenda

  • 00/00/0000 - Quarteto Villani 02....

Mais artistas

No programa, dois dos mais importantes quartetos para essa formação, situadas em diferentes épocas da história da música.

O recital traz duas peças emblemáticas dentro do universo camerístico. Em um gênero um pouco menos popularizado que o quarteto de cordas, o trio com piano, (violino, viola, violoncelo e piano) tem como “pedra fundamental” o Kv 478 de W. A. Mozart, obra composta em 1785. Se não é a primeira peça nessa formação, ela é sem dúvida o exemplo mais bem acabado do período clássico, período em que nasceu esse gênero devido, sobretudo, à afirmação do piano como instrumento solista.

Já no período romântico encontramos dois grandes pilares desse gênero em Robert Schumann e em Johannes Brahms. Pelo Quarteto Op.47 ter sido composto antes dos de Brahms e por ter servido de modelo para eles, escolhemos essa obra prima de Schumann como representante e marco inicial dentro do período romântico.  Este quarteto, criado no ano de 1842, realiza o encontro e a combinação de dois mundos contrastantes, aquele do formalismo clássico e o outro da melodia romântica.

O recital procura mostrar os contrastes e as similaridades entre um mesmo gênero camerístico em duas obras mestras de períodos históricos diferentes, além da grande qualidade e inspiração desses dois mestres consagrados.